Como o Reiki curou o meu cancro

E hoje, passado quase 7 anos do meu cancro, abro o meu diário intitulado “Sou mestre e Terapeuta de Reiki e tenho cancro.” As lágrimas caíram pela lembrança da dor e confusão emocional que se apoderou de mim naqueles primeiros momentos.

Receber a noticia que se tem cancro é imediatamente pensar, vou morrer! Este é o primeiro pensamento! Depois vem o grande aperto no coração de como vou contar isto às pessoas que eu amo? Esta é sem dúvida a maior dor! A dor de fazermos os outros sofrerem.

Hoje contei ao meu pai. Disse-lhe que ía correr tudo bem.

– Todos dizem isso e depois …

Vi o sofrimento nos olhos dele. Tive tanta vontade de dizer … Desculpa!

Depois chegam as questões, porquê eu? E eu em concreto tive uma grande dificuldade em perceber. Porquê eu? O que fiz de errado? Eu sou mestre de Reiki! Eu sou terapeuta de Reiki! Eu ajudo tantas pessoas? Eu que as ensino que Reiki nos cura! Então que leis de Deus são estas?

Durante algum tempo não aceitei esta doença. Várias vezes parei para rezar, para pedir a Deus que me ajudasse no meu processo de cura, mas as palavras eram vãs e percebi que não sabia pedir para mim! Questionei então a minha fé! Procurei padres e curadores, mas nada despertava essa fé que julgava ter. O meu sentimento era de um vazio no meu interior. Algo que não sabia explicar!! Simplesmente havia um vazio!

E no meio deste vazio, procuro as palavras certas para partilhar com os meus alunos de coração o que se passava comigo. Recordo muitas lágrimas e alguma revolta. Mas após o choque inicial senti uma enorme corrente de Amor, uma enorme corrente de cura.

Sinto-me acarinhada! É tão bom sentir que temos tanta gente a pedir por nós!

Este Amor com que nos brindam quando estamos frágeis é algo que não tem preço! São pessoas que ficam para sempre no nosso coração. São uma grande força impulsionadora para a minha cura.

E depois de tanta procura, parei, olhei em volta e pensei … mestre e Terapeuta de Reiki, já recebeste Reiki? Não! Ainda não tinha recebido Reiki! E procurei uma aluna e amiga de coração para me fazer Reiki.

Nunca irei encontrar palavras para aquilo que eu senti após a sessão de Reiki com a minha Li, pois aquele vazio que sentia foi completamente preenchido por uma sensação tão boa, tão serena que não sei explicar, simplesmente senti.

A partir daquele dia, percebi que tudo aquilo que precisamos está em nós! Nós somos a nossa verdadeira cura!!  Reiki despertou essa verdade em mim naquele momento. Era pouco importante se ía morrer ou viver, o importante passou a ser aquele momento, aquelas pessoas, aquele sentimento.

E quando voltei a fazer Reiki, muitos doentes oncológicos vieram até mim, pois eu não só os ajudava a curarem a sua dor, como percebia o que sentiam, porque eu própria já tinha sentido. E quando lhes faço Reiki sei que estou a alimentar a sua força interior, a sua cura interior. E sim, é pouco importante se vivemos ou morremos, o importante mesmo é como vivemos e como morremos!

Reiki curou o meu cancro, porque o meu cancro não era mais que ignorância da minha verdadeira natureza humana. O meu medo de perder o meu emprego, de perder as minhas pessoas, de perder … de perder a vida. Mas quando estamos perante a morte percebemos que a verdadeira vida é mesmo o Amor. E por isso recordo todos aqueles que tanto me acarinharam, que tanto contribuíram para que hoje eu cá esteja.

Um mestre e/ou Terapeuta de Reiki, é antes de mais um Ser humano que tem sofrimento tal como outro Ser humano. Mas o que os distingue, é que o Mestre/Terapeuta de Reiki tem conhecimentos e ferramentas que o podem ajudar a ultrapassar o sofrimento de uma forma mais serena, com uma outra compreensão.

E depois destes anos, eu continuo dizer … façam Reiki! Alimentem a vossa interior!! Compreendam as vossas dores, as vossas fraquezas e procurem aquilo que vos faz felizes. Procurem Deus, Buda, ou simplesmente parem e sintam-se! Não tenham medo, vivam!

 

 

0 comments
0 likes
Prev post: Quando o Reiki me torna diferente de tiNext post: Eliminar o Stress de pais e filhos com a arte da felicidade

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *